sexta-feira, 14 junho 2024

A ATUALIDADE

Cabo Verde distinguido com o Prémio de excelência pela sua luta contra o paludismo e Certificação como país livre de paludismo

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Cabo Verde recebeu o Prémio de excelência pela sua luta contra o paludismo e Certificação como país livre de paludismo, o que representa o reconhecimento da Organização Africana, ALMA,  para o Governo e o povo cabo-verdiano por terem alcançado um marco tão importante na eliminação do paludismo.

O Prémio foi entregue pela Aliança dos Lideres Africanos contra a Malária – ALMA (sigla em inglês) à Ministra da Saúde, Filomena Gonçalves, numa cerimónia paralela à 77ª Assembleia Mundial da Saúde, em Genebra, na Suíça, sobre Aceleração da Implementação de Declaração de Yaoundé para Acabar com a Malária.

Conforme avança o site oficial do Governo,  para ALMA a recente certificação da Organização Mundial de Saúde à República de Cabo Verde como uma nação livre de malária demonstra o que é possível, incorporando o espírito de “ZeroMalariaComeçaComigo”.

“A história de sucesso de Cabo Verde é um farol de esperança e inspiração. Os seus esforços coletivos culminaram num futuro mais saudável e seguro, não apenas para Cabo Verde, mas para todo o continente africano, onde o fardo da malária continua a ser o mais elevado a nível mundial”, diz a ALMA.

“Esta conquista prova que um mundo livre de malária está ao nosso alcance. Vamos celebrar o marco de Cabo Verde e continuar a nossa busca incessante por uma África livre de malária”, regozija-se.

Para a Ministra da Saúde, Filomena Gonçalves, “ZeroMalária” é possível,  reconheceu a importância do esforço conjunto em todos os níveis para o fim da malária, afirmando, “Sem os nossos cidadãos no centro e a força de trabalho da saúde, não poderíamos ter conseguido isto.”

No site oficial do Governo lê-se ainda que durante uma entrevista Filomena Gonçalves, destinou este Prémio de Excelência ao povo cabo-verdiano e apelou a toda a população para continuar a abraçar as causas da saúde e da segurança sanitária, pois segundo disse, o caminho é a transversalidade, uma só saúde, ou seja, a saúde é uma responsabilidade de todos os sectores.

No evento a ALMA reconheceu a Liderança contínua de Cabo Verde na luta contra a malária com base nos compromissos renovados para derrotar a malária até 2030.

Segundo explica, a reunião organizada conjuntamente pela Comissão da União Africana, a RBM, a Parceria para Acabar com a Malária e a Aliança dos Líderes Africanos contra a Malária é uma oportunidade para os Ministros da Saúde da União Africana trabalhar em conjunto em ações-chave para implementar o plano em conformidade com compromissos continentais sobre a malária.

Fundada em 2009, a ALMA é uma coligação inovadora de cinquenta e cinco Chefes de Estado e de Governo africanos que trabalham para eliminar a malária em África até 2030.

120 Characters left


Colunistas

Opiniões e Feedback

Antonio
17 days 11 hours

Que grande reflexão do Água Lusa!!! Bem enquadrado. Até os nascidos na era portuguesa não são valorizados.

Daniel Dias
21 days 15 hours

Coitado do Leão Vulcão. Perdeu o emprego.

liketerra
23 days 8 hours

A criminalidade Murdeira já é de muito tempo e inclui os proprios admnistradores condominio que mandam os guardas agridi

Pub-reportagem

publireport

Rua Vila do Maio, Palmarejo Praia
Email: asemana.cv@gmail.com
asemanacv.comercial@gmail.com
Telefones: +238 3533944 / 9727634/ 993 28 23
Contacte - nos

Outras Referências