sexta-feira, 12 julho 2024

Tempestade Beryl faz dois mortos no Texas e deixa milhões sem eletricidade

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

A agora tempestade tropical Beryl provou hoje pelo menos mais dois mortos no Texas, EUA, deixou sem eletricidade mais de 2,5 milhões de clientes e obrigou ao cancelamento de centenas de voos.

Segundo o xerife do condado de Harris, as duas mortes foram provocadas pela queda de uma árvore sobre as suas casas na área de Houston, devido aos ventos fortes.

De acordo com o relato de Ed González nas redes sociais, uma mulher de 74 anos morreu no seu quarto após uma árvore ter caído e atravessado o telhado de sua casa. Antes, o xerife já tinha reportado a morte de um pai de família, de 53 anos.

Estava em casa com a sua família, abrigado da tempestade. Um carvalho caiu sobre o telhado, partiu as vigas e a estrutura caiu sobre o homem. A mulher e os filhos escaparam ilesos”, escreveu o xerife no X.

O Beryl, que durante a madrugada atingiu a cidade de Matagorda como um ciclone de categoria 1 na escala de Saffir-Simpson, está a provocar fortes chuvadas no sudeste do Estado, onde também se registam ventos fortes.

Segundo o site especializado PowerOutage, por volta do meio-dia, mais de 2,5 milhões de residências e escritórios ficaram sem energia elétrica devido àquele que é o primeiro furacão na atual temporada do Atlântico a atingir território norte-americano.

Além disso, à mesma hora, 70% dos voos dos aeroportos internacionais George W. Bush e William P. Hobby, ambos em Houston, a quarta cidade mais populosa dos EUA, foram cancelados.

No primeiro foram registados ventos de 95 quilómetros por hora e uma rajada de 132 quilómetros por hora, de acordo com o Centro Nacional de Furacões (NHC) dos EUA.

Depois de alcançar terra por volta das 04:00 (09:00 em Lisboa), as primeiras imagens à luz do dia mostravam ruas inundadas, árvores caídas e vários escombros em cidades costeiras como Surfside Beach, onde a circulação automóvel continua encerrada.

O furacão vai continuar a atravessar o Texas durante o dia e hoje, antes de prosseguir pelo vale do Mississippi na terça-feira e pelo vale do Ohio no dia seguinte.

O olho do ciclone está a cerca de 30 quilómetros de Houston e espera-se um enfraquecimento gradual até atingir a classificação de depressão tropical, provavelmente na terça-feira.

Mas a maior preocupação das autoridades, neste momento, é que a tempestade provocada pelo Beryl pode elevar o nível do mar até 1,8 metros acima da média em cidades como Freeport e Galveston.

Antes de chegar aos EUA, o Beryl atingiu, há uma semana a categoria 5, a mais elevada na escala de Saffir-Simpson, e causou mortes e destruição no Caribe, antes de atingir a cidade de Tulum, no México, na sexta-feira.

Este ano é esperada uma temporada de furacões no Atlântico acima da média, com a possibilidade de se formarem até 13 furacões, dos quais sete podem ser de categorias mais altas na escala.

A Semana com Lusa

120 Characters left


Colunistas

Opiniões e Feedback

Antonio
7 days 9 hours

Quando reformar prefiro de longe ir à Universidade Sénior do que ficar a frequenrar bares e botequins com bebidas.

Daniela Santana
14 days 7 hours

Devemos todos fazer uma subscrição a favor do Leão Vulcão. Todos, todos, todos.

Americo costa feritas
14 days 11 hours

Esta noticia peca em todos os aspetos; presença dum governante, melhor vodka do mundo, produção de vodka num pais tropic

Pub-reportagem

publireport

Rua Vila do Maio, Palmarejo Praia
Email: asemana.cv@gmail.com
asemanacv.comercial@gmail.com
Telefones: +238 3533944 / 9727634/ 993 28 23
Contacte - nos

Outras Referências