sexta-feira, 12 julho 2024

Plano de monitorização da vegetação do Parque Natural do Fogo validado na próxima semana

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

O plano de monitorização da vegetação do Parque Natural do Fogo (PNF) será validado na próxima semana durante um workshop promovido por esta organização não-governamental ligada à área ambiental.

O plano de monitorização da vegetação do PNF foi elaborado no quadro do projeto “Melhorar o conhecimento pela conservação das espécies da flora ameaçadas de extinção nas ilhas do Fogo e Brava”, financiado pelo Fundo de Parceria para Ecossistemas Críticos (CEPF, na sigla em inglês).

De acordo com uma nota de imprensa da Associação Projeto Vitó, a elaboração do plano foi uma parceria com o Instituto Nacional de Investigação e Desenvolvimento Agrário (INIDA), delegação do Ministério da Agricultura e Ambiente (MAA), equipa do Parque Natural do Fogo e as associações comunitárias das zonas de amortecimento do parque.

Durante o workshop serão apresentados os principais resultados alcançados durante a vigência do projeto e apresentação dos painéis informativos e do plano de monitorização da vegetação do PNF e a sua validação.

O plano de monitorização da vegetação do PNF é o resultado do workshop realizado no passado mês de abril pela Associação Projeto Vitó para recolha de subsídios para a sua elaboração.

Na altura, o consultor Isildo Gomes destacou que o método de recolha de subsídios junto dos representantes das associações comunitárias, representantes das comunidades locais e demais elementos, que estão em contacto direto e diariamente com o Parque Natural do Fogo, é fundamental para que no final se possa ter um plano inclusivo, de todos e para todos.

O plano de monitorização da vegetação do PNF é considerado pela associação como sendo um documento de “muita importância” para a valorização e conservação dos recursos naturais do parque de forma sustentável.

Este workshop marcará também o encerramento do projeto “Melhorar o conhecimento pela conservação das espécies da flora ameaçadas de extinção nas ilhas do Fogo e Brava” que, segundo os responsáveis da associação, teve “resultados excepcionais”, entre eles a elaboração do de monitorização da vegetação do Parque Natural do Fogo, levantamento de todo a flora endémica da Brava e do Fogo e capacitação técnica de uma equipa de 15 pessoas no domínio da flora.

Ainda durante a sua vigência apoiou o PNF na monitorização e realização de várias outras atividades ambientais, nomeadamente de educação e sensibilização, produção de cerca de 20 mil plantas endémicas que foram afixadas nos últimos três anos.

Apesar do término deste projeto, a Associação Projeto Vitó tem a garantia de continuidade do trabalho neste domínio com a implementação de um novo projeto denominado “Momento da conservação da flora endémica de Cabo Verde”, que vai permitir a associação replicar a experiência das ilhas do Fogo e da Brava em outras ilhas de Cabo Verde.

A Semana com Inforpress

120 Characters left


Colunistas

Opiniões e Feedback

Antonio
7 days 9 hours

Quando reformar prefiro de longe ir à Universidade Sénior do que ficar a frequenrar bares e botequins com bebidas.

Daniela Santana
14 days 7 hours

Devemos todos fazer uma subscrição a favor do Leão Vulcão. Todos, todos, todos.

Americo costa feritas
14 days 10 hours

Esta noticia peca em todos os aspetos; presença dum governante, melhor vodka do mundo, produção de vodka num pais tropic

Pub-reportagem

publireport

Rua Vila do Maio, Palmarejo Praia
Email: asemana.cv@gmail.com
asemanacv.comercial@gmail.com
Telefones: +238 3533944 / 9727634/ 993 28 23
Contacte - nos

Outras Referências