quarta-feira, 17 abril 2024

P POLÍTICA

Cabo-verdianos queixam-se de indisponibilidade da rede de caixas automáticas

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Vendedora de fruta numa das ruas da Praia, capital cabo-verdiana, Maria Monteiro foi esta quinta-feira uma das prejudicadas pelos problemas nas caixas automáticas do país que, desde manhã, estão a impedir levantamentos e outras operações.

"Desde manhã que estou a tentar vender”, mas os clientes não têm dinheiro, porque “não está a sair" das caixas automáticas, relatou, na zona da Achada de Santo António, com duas sacolas de fruta para venda, mesmo em frente ao ‘multibanco’. 

Maria Monteiro referiu que mais de 20 pessoas entraram na cabine, mas não conseguiram fazer nenhum levantamento.

"Já perdi vendas por causa disso e é uma situação complicada, não conseguir ter dinheiro que é nosso, porque não há sistema", lamentou.

No mesmo local, Elisabete Lopes disse à Lusa que esteve durante cerca de meia-hora a tentar fazer operações em caixas automáticas, mas a espera não trouxe sucesso, nem depois de já ter passado por outras duas zonas da capital.

"Fui ao Plateau [centro histórico] e não funcionou. Não fiz uma transferência” e, noutra ocasião, “só podia retirar uma quantia a partir de 2.000 escudos (18 euros). Por isso, vim à Achada de Santo António", descreveu.

Elisabete Lopes disse que conseguiu pagar as compras nos terminais de pagamento (POS), nas lojas, normalmente, mas fazer operações nas caixas automáticas "tem sido impossível, desde manhã".

"Em dezembro também esteve assim. É uma situação confrangedora, que está a complicar a vida ", acrescentou.

No mesmo bairro, a menos de 200 metros, Evy Soares relatou ter visitado três ‘multibancos’ para retirar dinheiro, mas não conseguiu.

"É uma situação que precisa de ser resolvida. Agora vim para o banco, mas já encerraram e fiquei sem comprar o que preciso", referiu.

Numa outra caixa automática da Praia, Ogilvia Sousa disse que, de manhã, ainda conseguiu levantar dinheiro, após meia hora de tentativas.

"Agora vim fazer transferências. Consegui fazer uma, mas estou à espera, porque na segunda já não funcionou. Já tinha ido a um [multibanco] mais abaixo e agora vou a estes dois aqui. Vou esperar", acrescentou.

A Lusa tentou obter esclarecimentos por parte da Sociedade Interbancária e Sistema de Pagamentos (SISP), que gere a rede de caixas automáticas, mas não obteve respostas.

A Semana com Lusa

23 de Fevereiro de 2024

120 Characters left


Colunistas

Opiniões e Feedback

Amorim
6 days

Que se diminua o consumo de bebidas alcoólicas

Amorim
6 days

Reduzir custos que seja com a prata da casa.

Amorim
6 days 22 hours

Álcool mata e pode induzir à prática de crime. Aorendam.

Pub-reportagem

publireport

Rua Vila do Maio, Palmarejo Praia
Email: asemana.cv@gmail.com
asemanacv.comercial@gmail.com
Telefones: +238 3533944 / 9727634/ 993 28 23
Contacte - nos

Outras Referências