quarta-feira, 29 maio 2024

Buscas à câmara da capital de Cabo Verde incluíram duas empresas privadas

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

As buscas do Ministério Público à Câmara da Praia, capital de Cabo Verde, no âmbito de investigações à atual e anterior gestão, duraram dois dias e incluíram duas empresas privadas, avançou hoje a Procuradoria-Geral da República.

Em comunicado, a PGR adiantou que se realizaram “buscas e apreensões não domiciliárias” na quinta e na sexta-feira na Câmara Municipal da Praia e “em duas empresas privadas”, levando à apreensão de “documentos e equipamentos informáticos” que vão ser usados como prova.

Uma das empresas em causa é a Construções Barreto, de acordo com despachos do Ministério Público a que a Lusa teve acesso na quinta-feira, sendo que a PGR não esclareceu qual é a segunda.

Em causa, segundo o mesmo comunicado, estão “duas investigações autónomas” resultantes de dois autos de instrução referentes a um relatório de auditoria da Inspeção Geral das Finanças e, noutro caso, no seguimento de uma denúncia pública efetuada por um inspetor das finanças.

O primeiro auto abarca factos ocorridos na gestão da Câmara da Praia de 2016 a 2019, em que o presidente era Óscar Santos, do Movimento para a Democracia (MpD, no poder governamental), atual governador do Banco de Cabo Verde (BCV).

Já o segundo auto refere-se a factos ocorridos na gestão camarária de 2020 a 2024, tendo como atual presidente Francisco Carvalho, do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV, na oposição governamental).

Na sexta-feira, Óscar Santos disse que ainda não tinha recebido nenhuma notificação, mas garantiu estar “tranquilo e disponível” para colaborar com a investigação a obras do seu mandato autárquico.

O atual presidente da Câmara da Praia disse também estar "sereno e tranquilo" face às diligências, garantindo que não há "nem cinco tostões" que tenha tirado dos cofres da autarquia.

O PAICV já anunciou a recandidatura de Francisco Carvalho nas eleições autárquicas a realizar ainda este ano, em data a agendar.

A Semana com Lusa

120 Characters left


Colunistas

Opiniões e Feedback

Antonio
1 day 14 hours

Que grande reflexão do Água Lusa!!! Bem enquadrado. Até os nascidos na era portuguesa não são valorizados.

Daniel Dias
5 days 19 hours

Coitado do Leão Vulcão. Perdeu o emprego.

liketerra
7 days 11 hours

A criminalidade Murdeira já é de muito tempo e inclui os proprios admnistradores condominio que mandam os guardas agridi

Pub-reportagem

publireport

Rua Vila do Maio, Palmarejo Praia
Email: asemana.cv@gmail.com
asemanacv.comercial@gmail.com
Telefones: +238 3533944 / 9727634/ 993 28 23
Contacte - nos

Outras Referências