domingo, 16 junho 2024

A ATUALIDADE

Governo vai reverter a concessão do projecto turístico do empresário David Show no ilhéu de Santa Maria – PM

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

O primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, garantiu hoje que o Governo vai reverter o plano de concessão do projecto turístico do empresário David Chow no ilhéu de Santa Maria e criar as condições para o surgimento de novos projectos.

O governante avançou estas informações à imprensa, à margem da cerimónia de abertura oficial do ano lectivo 2023/2024 na Universidade de Cabo Verde, realizada no âmbito da semana de acolhimento e integração dos alunos da referida universidade.

Instado sobre a notícia de que a operadora de Macau decidiu abandonar o projecto para hotel-casino em Cabo Verde fundada pelo empresário David Chow, como forma de reduzir o investimento no jogo e apostar em projectos ligados ao entretenimento e turismo de iates, Ulisses Correia e Silva disse que nos próximos tempos será conhecida solução para o referido investimento.

“Temos que reverter a concessão, portanto, esta é uma concessão de exploração e de investimentos, há já algum tempo havia indicações de que haveria problemas do lado do investidor e a sua capacidade de concluir o projecto, agora, vamos fazer as partes que tem a ver com todo o suporte jurídico para fazer a concessão depois ver que destino dar a esse investimento que não pode ficar como está”, afirmou.

Cogitou a possibilidade de abandono devido a problemas financeiros e de organização accionista para o próprio grupo, considerando que com a decisão por parte do investidor significa que Cabo Verde irá retomar a ocupação que foi feita em regime de concessão e criar condições para que novos projectos surjam.

Em 2015, David Chow assinou com o Governo de Cabo Verde um acordo para a construção do empreendimento no ilhéu de Santa Maria, tendo sido lançada a primeira pedra do projeto em Fevereiro de 2016.

O projecto envolvia o maior empreendimento turístico de Cabo Verde, com um investimento global previsto de 250 milhões de euros – cerca de 15% do Produto Interno Bruto (PIB) cabo-verdiano.

O plano envolvia a construção de uma estância turística com uma área de 152.700 metros quadrados, um hotel com ’boutique casino’, de 250 quartos, que já foi construído, mas está fechado, uma piscina, várias instalações para restaurantes e bares, além de uma marina.

A Macau Legend anunciou em Março de 2020 que previa inaugurar no final de 2021 o hotel-casino na cidade da Praia, depois de em 2019 ter previsto a conclusão da obra para o final do ano seguinte.

Em Dezembro, o presidente da Cabo Verde TradeInvest, José Almada Dias, em entrevista a Lusa disse que a Macau Legend tinha prometido apresentar em breve um plano para retomar as obras, paradas há vários anos.

A empresa recebeu uma licença de 25 anos do Governo de Cabo Verde, 15 dos quais em regime de exclusividade na ilha de Santiago. Esta concessão de jogo custou à CV Entertaiment Co., subsidiária da Macau Legend, o equivalente a cerca de 1,2 milhões de euros.

A Macau Legend recebeu também uma licença especial para explorar, em exclusividade, jogo ‘online’ em todo o país e o mercado de apostas desportivas durante dez anos.

 

 

A semana com Inforpress 

120 Characters left


Colunistas

Opiniões e Feedback

Antonio
19 days 18 hours

Que grande reflexão do Água Lusa!!! Bem enquadrado. Até os nascidos na era portuguesa não são valorizados.

Daniel Dias
23 days 23 hours

Coitado do Leão Vulcão. Perdeu o emprego.

liketerra
25 days 15 hours

A criminalidade Murdeira já é de muito tempo e inclui os proprios admnistradores condominio que mandam os guardas agridi

Pub-reportagem

publireport

Rua Vila do Maio, Palmarejo Praia
Email: asemana.cv@gmail.com
asemanacv.comercial@gmail.com
Telefones: +238 3533944 / 9727634/ 993 28 23
Contacte - nos

Outras Referências